sexta-feira, 13 de março de 2009

contemporaneas: SER POETA-Efigênia Coutinho

contemporaneas: SER POETA-Efigênia Coutinho

Comemorando o dia da Poesia.
clique acima em contemporâneas

6 comentários:

O Profeta disse...

Para lá desta janela sincera
Mora a luz radiosa, inconstante
Esta Lira liberta uma breve melodia
Que a brisa carrega adiante

Passos amedrontados
Olhos abertos sem vida, sem fervor
Sons mais que mil e muitos
Máscara da ironia de Deus superior

Bom fim de semana


Mágico beijo

manzas disse...

Para mim, todos os dias são dias da poesia...

Provei o fel sabor de uma outra vida
Nas ruas desnudadas, lotes incertos do sem andar…
Caminhei pelos desertos secos de alma perdida
Entrando pela porta em que ninguém quer entrar

Passando para dizer,
Que me apraz aqui estar…
Que nesta sexta-feira treze,
Aconteça o que acontecer
Um bom fim-de-semana irá ser
E que o amor e paz possa reinar!

O eterno abraço…

-MANZAS-

Eugénio disse...

Muito obrigado pela sua visita ao meu "pequenino" espaço...!!!
Gostei muito de conhecer o seu blogue também...
Gosto muito de poesia, mas não poeta nem nada que se pareça... apenas gosto de escrever!!!
Votos de um bom fim-de-semana!
Abraço

Francisco Silveira disse...

Talvez ser poeta não seja profissão, porque diferente de outros ofícios, a poesia exige alma, sensibilidade extrema...e amor!
Um abraço

Um Poema disse...

....

Foi bom conhecer este espaço.

Obrigado pela visita

Domenico Condito disse...

Passámos para avisar que tem um prémio no nosso blog: http://utopiecalabresi.blogspot.com/2009/03/utopie-calabresi-ha-ricevuto-il-premio.html

Parabéns!...