segunda-feira, 31 de maio de 2010

Retalhos da Alma










RETALHOS DA ALMA
Efigênia Coutinho


Acaricia-me um olhar efêmero
agarrando à rima com esmero.
Vem da alma a estrofe iluminada
ao final resplandece alucinada!...

Ó Alma, quem há de dizer, contudo,
tuas infinitas angústias ao mundo?
Se sangras no teu sonhar mudo
a sufocar o teu grito em tudo?...

Este sonho se vai Alma rara!
Morrendo aos céus brandido.
No tempo, as confissões calara
emudecendo um Amor bandido!

Morres Alma, em sono profundo,
mas deixas os retalhos em tudo
para saberem que em teu amor mudo,
neste mundo, fostes um Mundo!...


Balneário Camboriú
Fevereiro 2010

43 comentários:

Lara Amaral disse...

Poema retirado do âmago, muito bonito, poetisa!

Beijo.

RETIRO do ÉDEN disse...

Belo poema e foto (especial...)a acompanhar.
Uma beleza Divina.
Imagino como está sentindo já a saudade de NY.
Que a Paz de Deus esteja convosco lá (NY) e aí no Brazil.
Abraço
Mer

Machado de Carlos disse...

Que bom que você veio! É uma felicidade intensa ler e ouvir suas palavras. Agradeço-lhe profundamente pelos seus comentários que muito valorizam os meus sonetos e, mesmo que sejam os sonetos de amor.
Um grande abraço, sempre!
Ah! “Retalhos da Alma” - Belíssimo!...

Anônimo disse...

Quando a alma vive e não apenas vegeta, há de se fragmentar e permanecer onde quer que passemos, em benefício do que chamamos saudade!
Seja bem vinda!

Jairo de Salinas disse...

Quando a alma vive e não apenas vegeta, há de se fragmentar e permanecer onde quer que passemos, em benefício do que chamamos saudade!
Seja bem vinda!

Nadine Granad disse...

Lindo!
Retalhos costurados docemente!...
mundo-Mundo!...


Beijos =)

Assis Freitas disse...

fino tecido em versos,

abraço

Lau Milesi disse...

Olá Efigênia! How are you? [rs]
Ainda está em N.Y.? Que delícia!

Seu poema é lindo, uma "customização" da alma criada com muito amor. Adorei!!!


E.T.Muito obrigada por sua visita, por suas generosas palavras e por estar lá entre os meus amigos. Estou indo também conferir, essa semana,as "news" da terra de Mr. Obama.

Um beijo, e enjoy!

João de Sousa Teixeira disse...

Eis então um poema com alma!

Beijinho
João

helia disse...

Meu Deus , como é lindo este Poema ! Adorei Poema e Imagem

Tertúlias... disse...

Um belo poema amiga. "morres alma...".
Gostei muito, muito!
Beijo
Ricardo

Caio Fernandes disse...

lindissimo e inspirador .
obrigado Efigenia .
abraços .

Wanderley Elian Lima disse...

Oi Efigênia
Pode morrer a alma, mas o amor nela contido ficará para sempre.
Um abraço

Carmem disse...

Que lindo "retalho da alma", que você foi buscar à sua pra nos oferecer, assim, em bandeja de prata. UAU!!!
Mesmo, por fim, morta, há de deixar sua marca...

Já não abandono mais você, Efigênia.
Um bjnho

gorettiguerreira disse...

Linda alma em retalhos!
Belas rimas de sofreguidão e beelza.
Bjs Goretti
Segue-me amiga.

Bartolomeu disse...

Olá

e porque tudo tem uma razão de ser, nomeei-a para um premio no meu blog.

Passe por lá! :)

Abraço

legalmente loira... disse...

boa noite!!
vim te visitar e agradecer o seu carinho.
linda noite com carinho e bjos.

"Amo pessoas que fazem do presente um caminho para o futuro com algumas trilhas secundárias e até alguns atalhos...Elas entendem de liberdade..."

(Ledy Foppa)

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga.

Os retalhos da alma
são carregados de histórias
que um dia vivemos,
e que nunca desaparecem de nós.

Que haja sempre em
teu coração espaço
para os sonhos.

Rosemildo Sales Furtado disse...

Belo poema, muito profundo. Adorei, principalmente a estrofe abaixo:

Este sonho se vai Alma rara!
Morrendo aos céus brandido.
No tempo, as confissões calara
emudecendo um Amor bandido!

Beijos e fique na paz de DEUS.

Furtado.

ESPERANÇA disse...

Ai como é bom visitar seu cantinho, sinto-me como estivesse em minha casa.Lugar muito calmo . E o seu blog, transmite isso, calma.
Beijinhos, ótima quarta-feira a vc!
Beijinhos!!!espero vc tambem

Sonhadora disse...

Minha querida
Já tinha saudades...um belo momento de poesia.

beijinhos com carinho
Sonhadora

tecas disse...

Uma vénia por este sublime poema, querida poetisa de alma."Ó Alma, quem há de dizer, contudo,
tuas infinitas angústias ao mundo?
Se sangras no teu sonhar mudo
a sufocar o teu grito em tudo?...

Este sonho se vai Alma rara!"
Nestas linhas coloca a beleza do seu interior.
Um beijo da sempre amiga grata, além oceanos

Anônimo disse...

O que o coração sente, só os olhos sabem expressar, mas quando perde o encanto...Tragédia!!!! Parece que o mundo vivencia esta dor.
Bjs querida.
Nadilce Beatriz

Nilson Barcelli disse...

"Este sonho se vai Alma rara!
Morrendo aos céus brandido.
No tempo, as confissões calara
emudecendo um Amor bandido!"

Este teu excelente poema fez-me lembrar Camões...
Gostei imenso, querida amiga.
Beijos.

rosa-branca disse...

Lindo o seu poema minha amiga. Acho que a alma não morre, pois ela é de uma imensidão, que muita gente a desconhece. Muitas vezes estão mais preocupados em conhecer banalidades do que o seu próprio eu. Beijo meu

REGGINA MOON disse...

Efigênia,

Belíssimo verso, me comove!

(...)
Morres Alma, em sono profundo,
mas deixas os retalhos em tudo
para saberem que em teu amor mudo,
neste mundo, fostes um Mundo!...

...é somente ler e deixar falar o coração!

Um beijo....

Reggina Moon

Brumas do Tempo ® disse...

Querida, Efigênia!
Suas poesias tocam a alma e o coração!
Fiquei muito feliz por saber do seu retorno... Abençoada sejas!
Rowena.

virgínia além mar vicamf disse...

Ó Alma, quem há de dizer, contudo,
tuas infinitas angústias ao mundo?
Se sangras no teu sonhar mudo
a sufocar o teu grito em tudo?...

Efigenia querida quão profunda tua Poesia, és uma Sonetista que arrebata tanto pelo talento quanto pelo singular arremeço aos abismos
dos sentimentos quanto ao mais elevado do espírito.
muito lindo.
grata por este momento, abraços tua virgínia

Anônimo disse...

Escrever sobre a alma é o mesmo que mostrar que um abraço é complemento de vida.
Envio o meu para ti.
Bjs
Nadilce Beatriz

Vozes de Minha Alma disse...

Efigênia, quando a alma se expressa tâo sutilmente, as letras traduzem seus gemidos através de teus sentimentos, como nesse poema tão bem costurado.
Abraços afetuosos.

Tania regina Contreiras disse...

Quanta beleza, Efigênia! Honrada com a sua visita à Casa da Imaginação e aqui deliciando-me com a beleza dos versos: lindos!

Abraços, querida,
Tânia

Graça Pereira disse...

"Alma minha gentil que te partiste
tão cedo deste vida descontente
Repousa lá no céu eternamente
e viva eu cá na terra sempre triste


Camões...já cantava as dores da alma que a Efigênia tão bem traduziu neste poema cheio de um lirismo maravilhoso...Gostei deste espaço aonde se vem alimentar a...alma!!
Beijo carinhoso
Graça

AFRICA EM POESIA disse...

Amiga Efigênia

bateu saudade
e vim...
deixo um beijinho e...



CONFIANTE


Uma semana vai...
Uma semana vem...
E com ela mais sonhos...
E vamos aprendendo a sonhar...
Para podermos viver
E sentir que a vida é linda
E tem sempre algo de novo...
Para podermos sorrir...
Temos que olhar à nossa volta...
E estar sempre atentos...
Pois algo de novo aparece...
E muitas das vezes...
Nada esperamos...
Na corrida da vida...
Fica pouco tempo...
Mas quando a felicidade surge...
É com a mão aberta...
Que a esperamos...
E a guardamos!...




LILI LARANJO

legalmente loira... disse...

querida efigênia,
Sempre me vem milhares de pensamentos e emoções quando leio suas palavras.
Bela poesia
Beijos.

Daniel Almeida disse...

Que poema belo. Deixa-nos leves e sonhadores. Lindo simplesmente. Deixo-lhe um beijo amiga com amizade.

JR disse...

Falar da alma é tão fácil e ao mesmo tempo tão dificil de encontrar palavras para explicar como ela vive em cada corpo em formato diferenciado.
Linda tambem a imagem que parece uma alma gemea do seu poema, parabens pela escolha.
abraços fraternos

Por toda minha Vida disse...

lindo...

Só com os olhos da alma se deve ler tua poesia, com um sorriso e muita emoção te agradeço por nos dar...

"Acaricia-me um olhar efêmero
agarrando à rima com esmero.
Vem da alma a estrofe iluminada
ao final resplandece alucinada!

Lindo!

Valter Montani disse...

Minha Amiga Efigênia

Dia 12 é o dia dos namorados, então em comemoração deixo aqui minha marca, bjs e felicidades sempre!

AMOR CÓSMICO

Seu corpo assim, junto ao meu
um idílio de conveniências,
enigma repleto de emoções.

Duas naves movidas a cinestesia
através de outras dimensões,
muito além da simples anatomia.

Rumamos à galáxia do estro,
nessa deliciosa jornada esotérica
um amor em cósmico manifesto.

Valter Montani

Stella Tavares disse...

Lindo poema, Efigênia. Tecido com delicadeza, verdade e poesia. Parabéns pela sempre beleza de seus versos.
Bjs

joesio disse...

Como é bom começar o dia juntando os RETALHOS DA ALMA, pois se houver a necessidade de se fazer remendos, tempo teremos de sobra.
Texto simplesmente maravailhoso!

LUCONI disse...

Olá poetisa, bateu-me um vazio então vim ler-te, eu sou assim, quando me sinto meia só, procuro entrar nas páginas de amigos, ler até me saciar, por isto estou passeando em teu cantinho, revirando as gavetas, e olha este poema falou-me fundo à alma, como sei o que sentias ao escrever, lindo, perfeito, beijos Luconi

Lia Caroline disse...

Gostei desse poema!!!
E não apenas desse...
Obrigada pela visita!!

Abraços!!!

Fanzine Episódio Cultural disse...

COMO PARTICIPAR NAS EDIÇÕES DO EPISÓDIO CULTURAL?
O Fanzine Episódio Cultural é uma publicação bimestral sem fins lucrativos, distribuído na região sul de Minas Gerais, São Paulo (capital), Belo Horizonte e Salvador-BA. Para participar basta mandar um artigo: poema, um conto, matérias (esporte, arte, sociedade, curiosidades, artesanato, artes plásticas, artes cênicas, biografias, etc.) em Times Roman 12. Pode mandar também artigos que abordem: cinema, teatro, esporte, moda, saúde, comportamento, curiosidades, folclore, turismo, biografias, sinopses de livros, dicasde sites, institutos culturais, entre outros.
Mande em anexo uma foto pessoal para que seja publicada juntamente com a sua matéria.. Mande também (se desejar) uma imagem correspondente ao assunto abordado. Caso o artigo não seja de sua autoria, favor informar a fonte.
PARA ENTRAR COM CARLOS (Editor)
Facebook: http://www.facebook.com/profile.php?id=1464676950&ref=profile
machadocultural@gmail.com