segunda-feira, 20 de abril de 2009

Escrava do Amor

Escrava do Amor
Efigênia Coutinho

Entre duas afeições meu coração se divide,
e, qual a predileta, a custo delibera...
Aqui, medra incontida uma afeição sincera,
e. além, a arte floresce em carinhosa lide.

Verde, abundante cacho apenso a fértil vide,
alegre a arte produz, e a primazia espera;
é o amor, glacial florão por suave primavera,
imagina a alma, na escolha, a seu favor decide!

Poderosos rivais, de ambos vivo cativa,
quer prestes atendendo á soberana Musa,
quer contentando o deus que de setas me criva!

Pois esta escravidão, exclusiva e insistente,
no decorrer da vida os meus pendores usa,
deles conduzindo a soberba torrente!...

Balneário Camboriú

42 comentários:

Alvaro Oliveira disse...

Mas que maravilhoso
fim de semana tão
inspirado.
São poucas as palavras
que descubro para comentar.

Lindíssimo

Um beijo, amiguinha.

Alvaro Oliveira

Olavo disse...

Lindo poema..
Pois esta escravidão excluisiva e insistente no decorrer da vida..
palavras fortes e tão verdadeiras para muitos..
Beijos

Léo disse...

"quer contentando o deus que de setas me criva!"

Resumindo todo um potêncial libidinoso do poema a esta frase ao meu ver um tanto quanto erótica.

Ou as palavras Deus Setas Crivar não representam a máxima do coito romancista.

Temos olhos para enxergar além. Isso é interpretação daquilo que eu tradzo do texto.

Pode ser sim, um Deus Anjinho com arco e flecha na mão...

Mais eu prefiro maldar.
Direto do Brasil
Um Beijo na Poetisa.

José disse...

Olá Efigênia,

Venho por este meio dirigir-me a si no sentido de lhe agradecer por tão doces palavras. Eu costumo dizer que os poetas são todos meus amigos, e ter uma amiga tão destinta coma a senhora é uma honrra para mim.

O seu sonete está lindíssimo, fala da Musa, da primavera, do amor, a saúde e o amor,para mim é o melhor que há no mundo.

Olhe Efigênia a sua mensaga estava no blog do meu filho como já deve ter percebido há uma grande diferença entre a minha escoloraiadade e a dele

o meu blogo é reflexões e outras divagações.

uma boa semana para si
um beijo

O Profeta disse...

Fabulosa a tua poesia...Poetiza...


Doce beijo

Pils disse...

Perfeito...em estilo neoclassico...com pitadas do cultismo barroco...dizendo sem dizer, deixando espaço aberto a varios sentimentos...Amei!!!!!!!

Dona Poesia disse...

Belo poema, Efigênia. A mim, mais me pareceu que o seu coração se divide entre o amor motivado pela flechada do cupido, e o amor despertado pela Musa da poesia. Seria uma dualidade de amores: o amor eros e o amor pela arte poética.
Se assim não tiver sido, não importa. Depois que botamos um poema no mundo, ele passa a ser interpretado de várias maneiras.

Sobre a minhas fotos: a minha aldeia é lindinha, reconheço, mas é bem calminha, calma demais.
em todo caso, postarei mais fotos, pois parece que alguém apreciou!
obrigada.
Por outro lado, ouço maravilhas da sua bela cidade; Balneário de Camboriú. Faz parte dos meus sonhos, ainda irei conhecer essa cidade.
É sempre uma honra receber a sua visita.
um big abraço

Paco Bailac disse...

Me ha encantado tu perfil y tu poesia.

Paz

pacobailacoach.blogspot.com

Francisco disse...

Esta dualidade poucas pessoas saberiam administrar. Você, certamente, é uma delas.
Um grande abraço.

manuel marques disse...

"A mulher é o negro do mundo. A mulher é a escrava dos escravos. Se ela tenta ser livre, tu dizes que ela não te ama. Se ela pensa, tu dizes que ela quer ser homem. "
(John Lennon)

Lindo poema querida amiga ,beijinhos.

Davi Machado disse...

Perfeição de sentimentos, construção fascinante, maravilha de soneto!!! é grande a arte que mora entre teus dedos!!!!!

grande abraço

Davi M.

Dona Poesia disse...

Tem um selinho da amizade para você no Dona Poesia, ficaria muito feliz se você o aceitasse!

Um grande abraço!

Eurico disse...

Grato e honrado com tua visita.
Receba meu abraço fraterno.

Márcio Diemer disse...

Oi Efigênia! Um comentário no meiu blog vindo de uma POETISA como você é uma honra! Ganhei o dia! Parabéns pelo blog e pelos poemas! Adorei! Abraços do Diemer

João Ferreira disse...

Efigênia,

Estou tentando decifrar você em suas poesias. Vou continuar te lendo, pois me surpreendo a cada verso.

Forte abraço,

João

Delfim Peixoto disse...

Poesia pura... desculpe não me alongar, mas utilizou uma expressão muito cara para mim... " algodão doce"... e me fez cair uma lágrima. ) Posso saber se sabe dessa situação ou terá sido um acaso?
DEsculpe ser assim directo!
Bjnhs e volte sempre pois acho sua presença uma honra para mim
Obrigado!

Adrian LaRoque disse...

Gostei da escravidão...do amor.

Ana Martins disse...

Sem palavras... Belíssimo!!!

Beijinhos,
Ana Martins

silvestre disse...

Efigenia, eu gostei de sua poesia e de seu sorriso. Agradecimentos para suas palavras. Um beijo.

MARCOS LEITE(POETA D'ALMA) disse...

Quantas vezes vemos pessoas nas ruas é não ajudamos?Andamos pelas ruas vemos adolescentes vendendo seus corpos por um pouco de dinheiro, perdendo sua inocência, sua infância.
É triste ver essa realidade, essa realidade que transforma tudo, crianças nas ruas trabalhando, anjos que nem podem sonhar, pois tem medo de morrer por balas perdidas, mas que pena mesmo e que existe “anjos” que não dão valor a vida,e roubam,matam...mas existem anjos que mesmo não podendo viver de uma maneira melhor,tentam sonhar,e ter um futuro,sempre persistem em encontrar a felicidade.

As ruas dos anjos

Andando pelas ruas daquela cidade,
Eu via algo mais do que céu e prédios,
Via a fome e a miséria dos filhos de Deus,
Vir almas sedentas as dores da vida,
Dores que vão destruindo o espírito.

Continue lendo...

http://marcosleitte.blogspot.com

Deusa Odoyá disse...

Olá minha nova amiga.
Lindo e emocionante, sem palavras.
Uma semana de muita paz,amor e luz.
A própria poesia em sí.
beijinhos doces, minha amiga.
Regina Coeli.
O fundo musical é excelente.

Sonia Schmorantz disse...

“Nada há de mais poderoso que uma idéia
Que chegou no tempo certo.”
Victor Hugo

Tenha uma semana maravilhosa.
Abraço

Sônia

José Heitor Santiago disse...

Belíssimo soneto!
Abraços poema,
jhs

Gleidston dias disse...

Bela inspiração que resultou neste lindo soneto,maravilhoso!

Uma tarde abençoada pra voce.

*aos bocadinhos estou retornando no blog*

beijocass.

Alter ego disse...

Muchas gracias por visitar mi blog,le he dejado mi comentario.
Off-topicc,le recomiendo un traductor en su blog de google
http://www.google.com/ig/directory?source=gghp

Herval Junior disse...

Me sinto honrado por sua visita.
Sim, é verdade! Uma verdadeira poetisa, muito forte seus versos e apareça sempre.Um beijo e bom feriado!

Javier Sánchez Menéndez disse...

El soneto es muy bello y de magnífica construcción.

Un fuerte abrazo.

Osvaldo disse...

Oi, Efigênia;

Quando entrei aqui não me surpreendeu a alta qualidade deste blog porque fiquei impressionado com o histórico que você fez no meu blog sobre Vallotton...

Mostrou toda a sua cultura e conhecimento das Belas Artes e aqui pude comprovar também pela sua qualidade literária, com tão belos poemas...

Claro que nem precisa dizer que apartir deste momento, rendo-me a tanta beleza cultural e passarei, com a sua autorização, a visitar com assiduidade tão cativante blog.

Melhores saudações...
Osvaldo

Marisa Pimenta disse...

Adorei suas poesias, lindas mesmo. Gosto muito de ler poesias, principalmente poetas modernos.Não sei fazer essas belezas, meu caminho é o artesanato e as histórias. Apareça nos meus blogs e me conheça
www. vivendodehistorias.blogspot.com www.acessoriosdamarisa.blogspot.com
Voltarei sempre. Bjks

Igor Leal Pena disse...

Ola Efigênia muito obrigado por visitar o meu blog.
Parabéns pelas poesias são maravilhosas.
Abraço.

Valdemir Reis disse...

Olá Efigênia que maravilhoso é voltar neste espaço! Parabéns pelo excelente trabalho que desenvolve; sempre recheado de inteligência, beleza, e originalidade. Fantástica sua publicação “Escrava do amor“, que belza de poesia, ótima e harmônica construção, uma bela contribuição. Feliz e honrado por sua amizade. Por tudo isto continuo acreditando; aquele que caminha sozinho pode até chegar mais rápido... Porém quem segue acompanhado de um amigo com certeza vai mais longe... Quem encontrou um amigo, encontrou um tesouro... Deixo aqui todo o meu especial carinho, minha especial atenção e obrigadoooo mesmo de coração por nos seguir. “A amizade é como as estrelas. Não às vemos toda hora, mas sabemos que existem.” (Marina de A. C.) Aguardando por sua visita! Encontrar-nos-emos sempre por aqui. Felicidades. Votos de uma semana recheada de sucesso extensivo aos familiares, muita paz, saúde, muito brilho, bênçãos, proteção e alegria. Fique com Deus. Um abraço fraterno.
Valdemir Reis

Canduxa disse...

A dualidade do amor e da paixão que por vezes leva à escravidão.
Lindo Poema! Parabéns.
Um abraço
Canduxa

Ademir Furtado disse...

Olá grante poetisa.
Escrever de maneira tão linda sobre a escravidão do amor é uma escrevidão.
Parabéns pelo belo poema
Ademir

cris disse...

lindas palavras que traduzem o coração escravo....
parabéns pelas belas palavras!
bjos!

João52 disse...

Oh minha amiga... este texto deixou-me a pensar... adorei a leitura...

obrigado pelo coment no meu blog...

beijos e uma semana cheia de luz

Marco Sistinne disse...

Olá Efigênia, é um prazer enorme revê-la, fico muito contente com a recepção ...

Abraços
Marcos Miorinni
Marco Sistinne
ou Marco

afinal Nelson
iniciou-se como Suzana
(obviamente sem comparativos,
apenas o fato de que mudar é preciso)

Raúl disse...

Gracias por tu visita.
Siento no dominar tu idioma lo suficiente como para disfrutar de tus versos.

Beatriz disse...

Aqui fiquei por momentos apoderando-me da beleza dos teus versos que promovem magia na nossa alma. Tão bom começar o dia assim, lendo tão belos sonetos!

Que as horas do teu dia tragam as realizações que buscas.

Fica uma rosa azul e um beijo no teu coração, mas levo a sonoridade dos teus versos marcando o compasso do meu dia.

joesio disse...

Linda menina de olhos claros,
Encantei-me com a sua poesia. Você atingiu em cheio o meu ponto fraco: o SONETO. Toda e qualquer poesia me deixa fascinado, porém os SONETOS são a minha flor de ópio. Também gosto de escrevê-los, mas ainda não cheguei ao seu nível. Poesias à parte, o lindo par de olhos claros que você tem é simplesmente encantador e inspirador. Em meu próximo post, tenho certeza que algo referente a esses lindos olhos surgirá.
Muito obrigado pela visita ao PORTAL DA POESIA, cujas portas estarão sempre abertas aos que gostam do gênero.
Beijos.

rodri disse...

Feliz día del libro y de las letras.
Gracias por seguir en en este vuelo que nos acerca a las palabras y a la vida.
Besos versos rosas amor y alcances.

lupussignatus disse...

caudaloso

rio

Caillean disse...

Doce Efigênia

Sábias palavras para descrever tamanha paixao que se doa e se magoa ao ter que repartir.

Bem foi assim que entendi :) e adorei, cada vez que puder virei ler um soneto e com humildade, me engrandecer com palavras tao intensas.
Obigada por compartilhar.

E, sempre que quiser, apareça na "Casa" ela não é minha é de todos que por lá passam. Ja agradeci o seu carinho deixado la.

Beijinhos no coraçao

)0(