quarta-feira, 27 de maio de 2009

SOLIDARIEDADE

SOLIDARIEDADE
Efigênia Coutinho

O essencial não está nos ritos,
Mas no que sugerem os mitos
E engendram em meu verso abrigo
Da boa mensagem do que lhe digo.

Eu agradeço ao distinto Senhor,
A amizade que vem zelando por minhas
Atividades, enaltecendo minhas
Poesias, filhas dos meus sonhos!

Rememorando teus elogios, então
Embevecida, comovida, me maravilho,
Atitude que soa um sonoro estribilho!

A história guarda o teu nobre gesto
Teu coração, oferecendo solidariedade
Para teus Irmãos com fraternidade !

Balneário Camboriú
2006


Traduzidos para o Francês
Dear EfigeniaReceive please the Frenchlike versionof your Poem!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
It is not exactly translation but I
amsure you will like it...
Christos - Solidarity from Greece

Publie au http://dokimos.over-blog.com

40 comentários:

Helena disse...

Obrigada Efigénia!
Sempre tão generosa nos seus comentários à minha humilde poesia.
Sua "Solidariedade"," Poesias, filhas dos meus sonhos!", como sempre, um poema lindissimo!
Um abraço
Helena

Alvaro Oliveira disse...

Amiga Efigénia

Que lindo soneto esta Solidariedade, compatível
com a imagem que tenho da
minha querida amiga, sempre
carinhosa e solidária com
seus amigos.
E cumprindo meu dever, lhe
agradeço as palavras tão lindas deixadas no seu comentário.
Mas olhe minha amiga, me pperdoe
mas na minha humildade, enrendo
não merecer tanto. Mas fico
muito muito grato.

Um beijo de carinho

Alvaro

manuel marques disse...

Não existe outra via para a solidariedade humana senão a procura e o respeito da dignidade individual .

Um grande beijo de amizade querida amiga.

Isabel José António disse...

Querida Amiga Efigênia,

Que lindo soneto em homenagem à solidariedade, sempre tão esquecida, a não ser nos momentos em que mais nos convém (nada tem de pessoal, ok?).

E ela, a solidariedade, é tão importante. Ela é a CHAVE para a mudançade paradigma do TER para o SER.

Diz-me o que precisas, agora aqui
Pronto para te dar a minha mão
Sou mãe, pai ou amigo(a), para ti
Podes repousar o teu no meu coração

Sou a palavra amiga que queres ter
Sou o abraço estugado que precisas
Sou o conselho que te ajuda a ver
Sou as ponderções sempre concisas

Vem, senta-te aqui e observa
A vida é para correr e viver
Se aquela sabedoria se conserva

Limpa as lágrimas, olha em frente
Repara que a Essência é o teu SER
Que está presente e sempre se sente

Um grande abraço para si.

José António

Paula Laranjeira disse...

Tenho um presentinho para vc no meu blog!O Prêmio Blog Dourado. Passe por lá e pegue...: Bjs Paula
http://pesponteando.blogspot.com/

Estações da Vida disse...

Olá, querida amiga Efi. Há luz em tudo que você escreve. Seus poemas têm graça e beleza, porque traduzem o seu mundo interior, rico de sensibilidade e de amor. É assim que eu a vejo, amiga, uma mulher especial, guerreira, iluminada. Obrigada pela visita ao meu blog. Beijinhos

Gleidston disse...

Esta é a via principal da solidariedade humana, é sempre bom te ler EFIGÊNIA, sua sensibilidade nós tras um certo conforto.

beijoss,otima 6f.

Mariz disse...

SALVÉ Efigénia!

Quem canta hoje a solidariedade, e alguém mais alto - outra coisa não seria de esperar da sensibilidade de certos poetas neste caso no feminino.
Espero que não se tivesse zangado pelo que escrevi no outro poema quando o achei ousado! - no caso de sentir-se incomodada, o meu sincero: perdão!

Abraço eu
MAriz
ESPAVO!

Léo disse...

Isso não foi só um poema. Foi um agradecimento.

Direto do Rio
Beijos moça poetisa.

Poetíssima disse...

Gostei do que vi aqui.
Voltarei...
soirild.blogspot.com

J.Garés Crespo disse...

Ou seja, la poesia, uma filha que mal compreendê-la e ainda nós amamos muito.

Parabéns

Ana Martins disse...

Solidariedade é uma palavra com um significado profundo e lindo, tal qual o seu soneto!

Beijinhos,
Ana Martins

Barros disse...

Solidariedade - belos versos e uma importante mensagem para os dias de hoje, que infelizmente é cada vez mais - cada um por si.
Beijos

Sonia Schmorantz disse...

Decore sua alma ,
da forma mais linda que souber,
com uma poesia que lhe toque o coração,
para que na sua mudez, seja feliz,
pois alma que é, será sempre sua,
sem que ninguém no mundo a tire de você.
(Eda Carneiro da Rocha)

Desejo a você um maravilhoso final de semana,
Com muita paz e carinho.

Sônia

Pena disse...

Doce Amiguinha:
A sua extraordinária sensibilidade enternece e comove pela pureza.
Uma solidariedade de encantar.
Que poema mais lindo. Fantástico, saído do seu terno versejar.
Um sentir, que por ser autêntico, no sentimento e no pensamento, é extraordinário. Valioso. De ouro puro.
Adorei. Lindo.
Com respeito imenso e gigantesca estima.
Sempre a admirá-la e a considerá-la.


pena

Adorei!
Bem-Haja pela sua enorme significação de ternura e talento dos seus maravilhosos versos.

Dan disse...

E engendram em meu verso abrigo
A amizade que vem zelando por minhas Atividades

Abrigo Amigo Zelar e cuidar.

Abrigar é uma palavra tão bonita que deviar estar acima das outras. Doar o coração sem esperar nenhuma recompesa. Doar amizade. Ah se as pessoas fossem tão boas para isso...
Lindo, abraços.

Duarte disse...

Que lindo!!! Com o difícil que são as traduções.
A tua sensibilidade ta~à flor da pele é capaz de fazer coisas tão extraordinárias como esta. Parabéns.

Um grande abraço

rua do mundo disse...

Olá,Efigênia

Agradeço a sua visita e aproveito para te dizer que suas poesias são lindas, fiquei um bom tempo em seu blog
Um abraço e bom domingo pra você

Fátima Queiroz

Zeus disse...

Oi amiga Efigênia,me sinto honrado em ter mais uma poetisa como parceira de blog,apesar de não ser a minha área eu gosto de poesias também pois sou um eterno romântico e um apaixonado pela arte.

Um beijo no coração e seja feliz.

Je Vois la Vie en Vert disse...

A solidariedade é um lindo sentimento em si mas dito em poema ainda se torna mais bonito !

Os meus parabéns ao tradutor também porque mesmo se esta tradução não é perfeita, está muito bem feita ! Não sou poetisa e não me atrevia a fazer uma tradução dum poema em versos ! Mais uma vez os meus parabéns aos dois escritores !

Um grande beijo de solidariedade duma voluntária feliz por sê-lo !

Verdinha

BlueShell disse...

Belo soneto este....nele estão de mão dada a palavra e a poesis. Metapoesia e gratidão ao Senhor.

Excelente.

BlueShell

Valdemir Reis disse...

Olá amiga Efigênia é sempre uma grande satisfação voltar aqui, registro minha gratidão por sua amizade, atenção e gentileza, obrigado mesmo de coração por sua visita e comentário, tudo isto nos fortalece e aproxima. A casa é nossa volte sempre. Saiba que admiro muito o seu trabalho. Realizado sempre com muita Inteligência e excelente qualidade, parabéns pela ótima escolha, belissimo poema, uma preciosidade, gostei, meu reconhecimento e votos de muito sucesso e brilho.
Quero compartilhar com você o poema abaixo do nosso imortal Vinícius de Moraes:
“Certas palavras podem dizer muitas coisas;
Certos olhares podem valer mais do que mil palavras;
Certos momentos nos fazem esquecer que existe um mundo lá fora;
Certos gestos, parecem sinais guiando-nos pelo caminho;
Certos toques parecem estremecer todo nosso coração;
Certos detalhes nos dão certeza de que existem pessoas especiais,
Assim como você que deixarão belas lembranças para todo o sempre. Precisa-se de um amigo que diga que vale a pena viver, não porque a vida é bela, mas porque já se tem um amigo. Precisa-se de um amigo para se parar de chorar. Para não se viver debruçado no passado em busca de memórias perdidas. Que nos bata nos ombros sorrindo ou chorando, mas que nos chame de amigo, para ter-se a consciência de que ainda se vive.”
Desejo um fim de semana repleto de alegrias extensivo aos familiares. Forte abraço, paz, luz, saúde, prosperidade e muitas bênçãos. Fique com Deus. Felicidades.
Valdemir Reis

BAR DO BARDO disse...

Sim, Efigênia, SOLIDARIEDADE SEMPRE!

Cavaleiro dos Dragões disse...

Efigênia
que doces palavras...
do novo fã...

tossan disse...

Belo blog este também. Pesia de tino poetico apurado e lindo! Beijo

Philip Rangel disse...

se todos tivessem essa solidariedade que falta..com certeza o mundo seria melhor...

abraços

Caillean disse...

Minha querida Efigênia

Amei principalmente

"O essencial não está nos ritos,
Mas no que sugerem os mitos"

Linda passa la na "Casa" que deixei um SELINHO para voce viu :)

Beijinhos Mágicos

)0(

José Heitor Santiago disse...

Sois filha da poesia e o distinto Senhor zelará por vós e por toda vossa criação!

Uma excelente semana!

Abraços poema,

jhs

Vivian disse...

...olá linda poetisa!

obrigada pelas palavras
carinhosas em meu cantinho.

aqui respira-se poesia e amor.

adoro

bjbj

mundo azul disse...

_________________________________

Bela mensagem nos trazem os seus versos, Efigenia!

Beijos de luz e o meu carinho...


Zélia

________________________________

Nilson Barcelli disse...

Querida amiga, gostei imenso do soneto. Belíssimo, como sempre.

Uma excelente semana para ti.
Beijo.

Francisco disse...

Nunca a solidariedade foi tão bem descrita e definida como no seu poema.
Sabe quando a gente escreve o comentário, e depois volta ao poema para ler outra vez?
Voltei duas vezes.
Bjs.

Rabisco disse...

Gostei muito!
Parabéns e obrigado por nos proporcionares momentos de leitura destes!

=)

Victor Colonna disse...

Parabéns pelo poema e pelo blog. Sou poeta também e criei um blog de crônicas e poemas para divulgar meu trabalho. Linkei teu blog. Se puder, dê uma passada por lá. Grande abraço!


SUJEITO OCULTO (Victor Colonna)


O problema são as conjunções desconjuntadas
As interjeições rejeitadas
Os adjetivos desajeitados
Os substantivos sem substância
As relações de deselegância entre as palavras.

É preciso superar o superlativo:
O absoluto sintético
E o analítico.
Achar o verso
Entre o verbo epilético
E o pronome sifilítico.

Falta definir o artigo inoxidável
O numeral incontável, impagável.

Resta procurar o objeto direto
Situar o particípio passado
E o pretérito mais-que-perfeito

Desvendar a rima
Desnudar a palavra
Encontrar o predicado
E revelar o sujeito.


POEMA E CRÔNICA SOBRE O TEMPO (Victor Colonna)

Tempo cura tudo
Da ferida aberta,
À fratura exposta.
Tempo é sempre resposta
certa!



Durante muito tempo vivi apenas das lembranças do passado e da esperança no futuro. Vivia apressado, estressado, cansado, era como se nunca sobrasse tempo para mim.

Recentemente, resolvi assumir o que sou e fazer o que gosto: escrever.

Desde então, apesar de trabalhar muito mais - não é fácil a vida de escritor neste país - o tempo se fez presente pra mim.

As horas, como por milagre, multiplicam-se, desdobram-se generosas , tiro mais de mim e sobra mais de mim, sobra mais para mim.

Divido-me em mil tarefas mas sinto-me inteiro, íntegro.

Sei não. Tempo parece ser muito mais uma questão de amor do que de relógio!

Rosemildo Sales Furtado disse...

Solidariedade! Palavra linda, extensa e tão mal compreendida, ou mesmo, interpretada. O mundo seria bem melhor se todos a adotassem como prioridade principal em prol do seu semelhante.

Adorei. Parabéns!

Passa lá que tem um prêmio pra ti.

Beijos,

Furtado.

Pena disse...

"...Eu agradeço ao distinto Senhor,
A amizade que vem zelando por minhas
Atividades, enaltecendo minhas
Poesias, filhas dos meus sonhos!

Rememorando teus elogios, então
Embevecida, comovida, me maravilho,
Atitude que soa um sonoro estribilho!..."

Saio daqui fascinado. Maravilhado com tanto encanto e beleza poéticas...
Notável.
Silenciado...Parabéns sinceros e de seriedade.
Beijinhos imensos de amizade e respeito.
Com deslumbre...

pena

É linda, sabia...? (Desculpe!)

Marco Sistinne disse...

Olá Efigênia; devido a um problema com templates tive que abandonar momentaneamente o blogger. Volto a acompanhá-la, o que muito me enobrece.

Abraços
Marco

tecas disse...

De si minha querida amiga Géninha e grande poetisa, só podemos esperar a beleza e solidariedade na arte poética.
Estou sem computador, vim à Biblioteca da Câmara ( mais uma vez), para deliciar a alma na sua poesia.
Bji amigo

bono_poetry disse...

e nao fossemos nos pintores de sonhos...sao palavras que deixam voar entre nuvens e castelos de palavras...

Fernando y Estela disse...

Quede muy soprendida,con su poesia,no se si la traduccion le hace el honor.La felicito la visitare asiduamente,me gustaria oner un poema suyo en mi blog.Atte.Estela existoporti.blogspot.com