sábado, 23 de janeiro de 2010

Carnaval 2012 Brincar de ser Feliz


BRINCAR DE SER FELIZ!!
Efigênia Coutinho

O carnaval já vem chegando
Os tambores o samba batucam,
Vou nessa! Do morro já desço dançando.
Lá no meio a gente esquece,
Pois as luzes nos encantam.
A folia num sensual vai-e-vem,
Entre beijos que nos aquece
Com o gosto que a vida tem.


Dancei,cantei,do asfalto pura emoção!
Eu quero bis... Brincar de ser feliz!
Pelo carnaval da ilusão,
O amor vem nas cores do matiz,
Este Amor que a fé não se desfez
Bate alegre em meu coração:
Tentando mais outra vez...
Brincar de ser Feliz!...


E assim eu vou desfilando,
Pelas passarelas da folia.
Vou nessa, o ritmo acompanhando,
Num gozo de pura alegria.
Soltando as amarras, sentindo a emoção,
Vestindo as cores da fantasia,
Que se molda ao meu coração,
Eu vou... Cantando o samba da excitação.

CARNAVAL 2012

55 comentários:

Chris... ჱܓ disse...

Oi linda!
Carnaval é tudo que há...
Gosto muito.

Que seu carnaval seu 10...

Lindo poema...
Bjão!

cristal de uma mulher disse...

Que bonito amiga que já está em ritmo de muito samba.O Brasil sim é maravilhoso.Vamos sambar.
Beijos de luz

Sonhadora disse...

Já está em ritmo de carnaval...linda imagem e belo poema.

beijinhos
Sonhadora

EDUARDO POISL disse...

Que a minha solidão me sirva de companhia,
que eu tenha coragem de me enfrentar,
que eu saiba ficar com o nada
e mesmo assim me sentir, como se
estivesse plena de tudo".

Clarice Lispector


Desejo um lindo domingo para você.
Abraços com todo meu carinho

Manu disse...

Olá Efigénia!

Estamos perto deste Carnaval
eis um poema de actualidade
ter o samba no pé, é natural
Brasil terra da sensualidade

Bom Domingo. Beijo

José disse...

Olá Efigénia,

Tão longe e tão distantes
fazer mais perto este caminho
e voltar a ser com era antes
um do outro mais pertinho

Eu quero ir ao Carnaval
e sambar na avenida
e como sempre é normal
com uma sambista despida

um abraço
José

Tertúlias... disse...

bonito... brincar de ser feliz...

Duarte disse...

Gostei do termo "folia" há muito que não o escutava, nem lia...
Nunca estive, mas imagino pelo que contam e pelo que li ou vi filmado, que é um sem parar, razão lógica do termo antes aludido.
Desde amigos de Portugal, em Valência, um forte abraço

Andradarte disse...

Gostei do seu poema,como não podia deixar de ser....,mas detesto essas
folias, a qualquer pretexto.
Fecho-me em casa, e espreito pela T,V..
Isso não resisto, principalmente o
daqui...., de Torres Vedras.
Beijo

Rosemildo Sales Furtado disse...

Já curti muito o carnaval, hoje só pela televisão mesmo. Rsrs.

Lindo poema. Adorei!

Beijos e ótimo domingo.

Furtado.

Antônio Lídio Gomes disse...

BELÍSSIMO POEMA EFIGIGÊNIA.
JÁ PRECEDENDO O CARNAVAL VINDOURO.
ENQUANTO NÃO VEM, VIVAMOS ESSE CARNAVAL CANTADO POR TI.
EM VERSO, SAMBA E PROSA!
NO ESPLENDOR DA POESIA, EMBALADO PELO CORAÇÃO: APOTEÓTICO!
GRATO PELA VISTA, ABRAÇOS.

manuel marques disse...

Carnaval. A festa onde os tabus perdem força ...


Beijos.

Norberto Marques disse...

Bonito !!!
Uma boa semana :)

Abraço

Norberto

João de Sousa Teixeira disse...

Pois então, "carnavalemos"!

Beijinho
João

Sandokan disse...

Carnaval é na Mealhada!!!! Dá sempre bronca!!!!

Às vezes é preciso abanar a árvore da existência para caírem as folhas velhas. Talvez seja por isso que eu não quero saber quem pintou o céu de azul, mas eu quero é o resto da tinta, porque nós podemos matar o tempo, mas é sempre ele que nos enterra.
Gostei muito de vir aqui visitar o teu belo espaço. No carácter, na conduta, no estilo, em todas as coisas, a simplicidade é a suprema virtude. O destino une e separa pessoas. Mas nenhuma força é tão grande para fazer esquecer pessoas, que por algum motivo um dia nos fizeram feliz!
Boa semana!

Márcia Sanchez Luz disse...

Oi, foliona! Que bonito poema!
Parabéns pelo blog, cada dia mais lindo.

Beijos carinhosos

Márcia

poetaeusou . . . disse...

*
e que venha
o Carnaval !
,
ohlálá, ohlálá,
você é mais você,
põe o biquinho dji fora,
garota de saint-tropez
laranja da Baía
tem o biquinho dji fora
por que é que você Maria
escondeu o seu até agora,
ohlálá, ohlálá . . .
,
conchinhas, deixo,
,
*

Ju Fuzetto disse...

Olá Flor!!

parabéns, seus versos são ótimos!!

Adoreiiiiiii o blog

voltareiiiii sempre!!
beijos

Neyde Noronha disse...

Olá Efigênia, passei aqui para lhe dizer "Oi, adorei rever o seu blog!", é bom demais este reencontro. Beijos, Neyde

Ana Martins disse...

Lindo e alegre, tal qual como no Carnaval!

Beijinhos,
Ana Martins

tossan disse...

Enquanto as pessoas pulan e se cansan com sambas todos iguais eu estarei no mato fotografando e apreciando a natureza. Azar deles, mas cada um tem a sua forma de se divertir não é? Bela poesia que serve de letra para um bom samba...Mas um bom mesmo que mereça o seu nome. Beijo

Ancelmo Golbertone de Morais disse...

Efigênia!
Mas que animação!
Neste teu carnaval, a folia vai brilhar.
Belo e sensual o teu poema.
O rítmo te leva ao samba e tua alegria já me contagia.
Será que vamos nos encontrar na avenida do samba, inspirados da folia?
Ó poeta! Um beijo deste teu admirador.
Ancelmo.

Fabrício Santiago disse...

Foi-se o defunto e foi-se o diabo
Da máscara da noite a me cobrir,
Escura como sepultura que me guarda,
Penhoro aos demônios que possam existir
Pois minha alma não podem conquistar.
Em presença das atrocidades da vida,
Não me esquivei nem lamentei:
Resignei-me à prova
Me ferrei, não me curvei.
Me dispersaram, não me venceram
Não me importa que minha vida seja difícil e,
dura a lei.
Tento ser senhor do meu karma,
Praticando abstinência, refreando por esta noite.
Reprimindo o diabo,
Quem sabe talvez um dia possa expulsá-lo?
Por enquanto vou fazendo o melhor que sou capaz
Mas o diabo ao invés de ir-se ele pára.
Já sei, vou acender um cigarro!
E foi-se o defunto
E foi-se o diabo.
Fabrício

Fabrício Santiago disse...

Rseolvi postar uma das minhas poesias...rs
Eu tb tenho um blog e gostaria de convidá-la a seguí-lo, é bem acanhado ainda, tenho muito que melhoar...eu sei.

Ah, chegeui até vc pelo blog da walkyria o ceuAberto, ela é uma das minhas seguidoras....tb chegou até mim à convite.
Bjs
Fabrício
Link do blog:
http://narroterapia.blogspot.com/

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Efigênia, bacana essa lição, de brincar de ser feliz....pode dar certo!

Terra das (Marias) da Fonte ou fontanário, história com histórias... disse...

Olá

P/F Visitem o espaço Cultural com Convidados de Honra e comente...

http://povoadelanhosoacounoseum.blogspot.com/

1 Convidado de honra: Efigênia Coutinho - Poetisa
2 Convidado de honra: Jorge Campos - Escultor artista Plástico
3 Convidado de honra: Chico Bento - Compositor e Poeta
4 Segue-se: Poeta e artista Robótico - Domingos Ferreira

Os convidados estão também a sair nos jornais Gazeta Lusófona e Fri-luso

Esperem pelas próximas novidades!

Visitem o blogue Cultural e Internacional da Póvoa de Lanhoso
Estejam atentos aos Personagens seguintes - Convidados de honra do autor/jornalista "Quelhas"

Se é artista: musico, cantor, DJ, escritor, artista plástico, escultor, ourives, alfaiate, carpinteiro, pedreiro ou outros e transforma obra-prima, comunique-se para inspiracaodoautor@sapo.pt venha fazer parte deste Blogue Cultural, faça parte desta grande família de Personagens Culturais pela Cultura.

MENSAGEM: Passem por favor a mensagem a vossos amigos, sejam colaboradores deste projecto Cultural e de amizade, sem olhar a cores e raças, religiões e caracteres sociais, sejam isentos que, o Mundo precisa de uma moral forte e com espírito de positividade para connosco e com o semelhante.

Um abraço e um Beijinho para todo o Mundo.

"Quelhas" autor do Mundo, porque o Mundo gira á minha volta...

GLAUCO disse...

Oi!

Muito obrigado pelo comentário no blog da minha mãe (o lidiavaleria.com -- Magia do Contato). E obrigado pelas palavras carinhosas por meu aniversário.

Agora vou passear aqui no seu blog...

Lídia Valéria disse...

Efigênia, querida, 'Fada dos Poetas', sua visita em meu blog acalentou meu coração e coloriu minh'alma. Estava saudosa também de sua presença, para mim, um luxo.

Sei do seu relacionamento terno, amigo e prazeroso com seu filho, seu grande amigo.

Felizes somos nós podendo dizer isso, ao contrário de muitas mães diante de tantas 'imparcialidades' com seus filhos.

Fico-lhe grata pelo comentário elogioso sobre meu post, para mim, vale ouro.

Seu blog está e sempre foi maravilhoso, parabenizo-a.

E vamos brincar de ser feliz que a vida passa, mas não tem idade, e nós... (rindo aqui) temos que correr atrás da felicidade.

Abraço e obrigada pelo desejo de um feliz aniversário a meu filho.

. intemporal . disse...

.

. bel.íssimo Efigênia .

. do carnaval . do samba . da alegria total .

. "amei.de.amar" .

. um beijo abraçado .

. um bom fim de semana e muita diversão .

. sempre .



. paulo .

.

ventosnaprimavera disse...

Olá amiga, vim matar as saudades do seu blog, parabéns pela beleza das poesias e pelas imagens.Arnoldo Pimentel

Isabel José António disse...

Olá querida amiga,

Fazia tempo que não a visitava, porque o trabalho tem apartado.

Mas não nos esquecemos de si., não!

Muito animado esse seu verso para o Carnaval.

Por aqui é ao contrário. O "Carnaval" dura todo o ano só folgando neste tempo do carnaval do calendário.

São políticos, broncas, fraudes, crises, corrupção...e tudo sem trajes de fantasia.

Mas para si, aqui lhe deixo este meu poema:

Cantas e danças em folia
Escondendo a tua eterna alma
Longe de ti está a alegria
Mas há que cantar! Na calma!

E nesta vã e suprema ilusão
Tentas afastar a tristeza
Que se apodera do teu coração
Ao sentires a mais pura vileza

Canta, dança, desfila, rodopia,
Logo, logo tudo terminará enfim
Deixando tudo na mesma sem alegria

Pois a euforia acabará por fim
A vida do faz de conta voltará
Tanto faz dizer não ou dizer sim


Não que não goste do carnval. Acho apenas que para sermos alegres e serenos ou exitados, não tem de haver hora marcada.

Mas respeito quem valoriza e brinca sinceramente no Carnaval.

Um abraço apertado para uma poetisa de eleição.

José António

Almir Escatambulo disse...

Ola Efigenia gostei da trilha sonora aproveito a visita e digo que estou passando para lhe avisar que eu exclui o meu blog O Andarilio, pois queria fazer um blog com uma abordagem um pouco diferente dos fatos que aparecem... Por isso inicei um novo blog no dia de ontem, e já estou com 80 visitas, gostaria que vc continuasse me seguindo.. eu fico muito agradecido aqui vai o link http://www.umregistroqualquer.blogspot.com/

Grande Abraço

PÔESIA DO MUNDO disse...

Edigênia:
Pôetisa Amiga!
Venho lhe ofrecer o selinho do primeiro aniversàrio do Blog *Pôesia do Mundo*

Agradeço lhe todos belos momèntos de leitura que me prociona:

Os mèus melhores comprimèntos



Antònìo Manuel

Quelhas disse...

Sentimentos

Rosas para o meu amor
Rosas vermelhas, amarelas e cor-de-rosa
Dentro de teu esplendor
Com muito amor
E muita saudade
E muito carinho...
Rosas vermelhas, amarelas e pretas
Para tua alma
Já que o coração não bate
Bate minha pulsação por ti
Pela falte que senti...

Para todos que gostavam de Rosa Lobato de Faria, que, a ela já não dão interesse mais Rosas!

Quelhas

Ricardo Calmon disse...

MUI LINDO,POETA DAS ESTRELAS,AMEI POST ESSE,CONVIDANDO PARA BRINCAR DE ALEGRE SER!

VIVA LA VIDA!

Norberto Marques disse...

Amiga, bom fim de semana :)

Abraço

Norberto

Domingos Ferreira - Poeta e artista digital em técnica de Robótica disse...

Olá. Estes contactos são das Personagens de Honra a CONVITE do Quelhas. Pela CULTURA, pedia a todos mais participação em comentários de uns para os outros, teses de diferentes tratos, poemas, notícias da vossa região ou do Mundo, críticas, histórias, etc...

"Efigênia Coutinho (Mallemont)" , Campos da Silva Jorge Manuel , chicobento62 , Domingos Ferreira - escritor , alfredogagocamara , ana sofia , alexstuff ,

NOTA: Os Convidados por ordem no Blogue; http://povoadelanhosoacounoseum.blogspot.com/ são, 1. Efigênia Coutinho, 2. Jorge Campos, 3. Chico Bento, 4. Domingos Ferreira, 5. Alfredo da Câmara, 6. Ana Sofia Pinto, 7. Alexandre Cardoso, depois seguiram-se outros!

NOTA: Os Convidados por ordem nos Jornais Gazeta Lusófona e Fri-luso, serão de acordo com os Jornalistas e neste caso, EU, Quelhas, no entanto a 1.a palavra é sempre dos Jornalistas.

Fri-luso: 1 Chico Bento, 2. Efigênia Coutinho, 3. Domingos Ferreira - Seguem-se outros
Gazeta Lusófona: 1. Jorge Campos, 2. Domingos Ferreira - Seguem-se outros

Fri-luso: Os nomes assinalados a Vermelho já sairam, visitem na net Chico Bento http://friluso.no.sapo.pt/jornais/friluso48.pdf Página n. 19


Gazeta Lusófona: sai em papel, http://www.gazetalusofona.ch/


Os nomes a verde já estão paginados para sair

OBRIGADO PELA ATENCÃO A TODOS E MUITO BEM HAJAM, ABRAçOS CALOROSOS

QUELHAS

Citando avspe.academia@gmail.com:

Repassando este convite deste encantador Escritor, onde ele tem vários seguimentos em seus vários espaços na Blosfera, fica o convite repassando aos poetas de nossa AVSPE, se aceitar mencione este detalhe AVSPE,
Efigênia Coutinho

http://efigeniacoutinhopoesias.blogspot.com/

Olá. Quer fazer parte deste Blogue Cultural http://povoadelanhosoacounoseum.blogspot.com/ Tem dotes Culturais? Visite, medite e pense, mande sua Biografia para mim. Quelhas autor povoense. Um abraço.





Citando avspe.academia@gmail.com:


O mundo poderia ser melhor disse...


O mundo poderia ser melhor

Quem me dera ser aquilo que tu és!
E, quem te dera ser aquilo que eu sou!
Nesse sentido, talvez, fossemos;
Mais sábios e menos ignorantes,
Mais humildes e menos brutos,
Mais amigo do teu amigo,
E, e menos destruidor de ilusões.
Se de facto pudéssemos juntar as nossas qualidades,
O mundo iria viver melhor...
Se eu soubesse o que tu sabes!
E, tu soubesses o que eu sei!
Nunca jamais;
Descobríamos os nossos defeitos.
Uma vez que não é possível!
Podíamos ser mais unidos,
E, a hipocrisia dava lugar a um bom senso.

"Quelhas" autor dos pobres.

http://povoadelanhosoacounoseum.blogspot.com/


Efigênia Coutinho
Presidente Fundadora
Academia Virtual Sala de Poetas e Escritores
www.avspe.eti.br/

l
Página Inicial l Livro de Visitas

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Seria bom que esta alegria fosse constante...carnaval...pura ilusão!!

Ao contrário de seu poema:verdadeira poesia!

Um beijo saudoso!

Sonia Regina.

Pérola disse...

Bom dia!!!
Mas este seu blog está um delícia rs.
Amei tudo aqui.
Estou te seguindo.
Um lindo dia e com muito samba no pé rs.
Beijokas.

Domingos Ferreira - Poeta e artista digital em técnica de Robótica disse...

Quelhas problemático
Assim és conhecido
Por seres tão pratico
No tocar, no tema esquecido

Quelhas conflituoso
Como dizem as noticias
Na verdade, não és mentiroso
Só que não falas com carícias

O Quelhas escreve
Aquilo que lhe é breve
Que lhe sai, do olhar ao pensamento
Ainda que possa ferir, outro sentimento


Domingos Manuel Sousa Ferreira

Zeus disse...

Vim te desejar uma semana de paz e uma mensagem pra lá de especial para você cara amiga:

"Sαbe quαndo eu vou deixαr de gostαr de você ?
Quαndo o Frαjolα conseguir comer o Piu-Piu . . .( Nunca)
Quαndo o Tom conseguir viver sem o Jerry . . .(Eles se αmαm)
Quαndo o Zecα Urubu conseguir engαnαr o Picα-Pαu . . .(Jamais)
Quαndo αs Meninαs Super Poderosαs não sαlvαrem o diα . . .( Difícil viu!)
Quαndo o Coyote conseguir comer o Pαpα-Léguαs . . . Eita! Essα eu quero ver)
Quαndo α Cocα-Colα deixαr de ser boα . . .(Impossível)
Quαndo o Chocolαte deixαr de suprir nossαs cαrênciαs . . .(Nem em sonho!)
E jα deu prα perceber que isso não vαi mudαr né ?
Beijão amiga e seja feliz!

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Amiga.

Carnaval é a folia da alegria em nossa vida.
Quando ela surge é intensa e eterna.

Linda semana para ti.

Pérola disse...

Boa tarde.
Vim te dar um beijo e saio sambando rs.
Beijokas.

Paco Bailac disse...

Eres un sueño en la oscuridad...


Paco

AFRICA EM POESIA disse...

Minha amiga
um beijo e...


PALAVRA


O amor...
Palavra pequena...
Palavra simples...
Mas palavra...

......

Palavra...
Que é...
Forte...
Palavra...
Que é...
Imprescindível...

......

Que todos querem...
Pois quem não sabe...
...Amar...
Não sabe também...
...Viver!...

LILI LARANJO

Se7e/5 disse...

É isso aí, moça. Mas, hoje aqui o se7e/5 não está viradinho para os carnaval. Hoje vai dar uma de despertar consciências fodidas.

Muito lindinho, mas inconsequente. Sem aquela profundidade útil. Apenas mais do mesmo.
Aqui o se7e/5, vai mais longe, pretende espicassar vossos neurônios preguiçosos. Abrir vossa fé de alto abaixo. Obrigar-vos a revelar o que de muito útil existe em você, lindona.
Aqui o se7e/5 vai oferecer-lhe um comentário útil e não essa merdice de favor que essa gentinha espalha por aí. Será que você merece? É uma dúvida fodida, mas, aqui o se7e/5 vai mudar seu pensamento, vai ativar seu cérebro. Se não sentir qualquer mudança, é porque seus últimos nurônios já eram.

“A cultura é uma merda cansativa. Ter de saber tudo ou, pelo menos, mais do que os outros, não deixar cair a “pena”, manter a noção do texto corrigido antes de o escrever. Estar permanente sóbrio num estado de embriaguês, quando apetece vomitar sobre os intelectuais de novela da hora nobre. E em nós também. Porque não suportar propostas políticas aliciantes? Intelectuais e corrupção. Ao serviço do poder, do partido, dos lados ou das cores; qualquer desculpa serve o propósito. E a cultura é apátrida! E conservar a imagem de personalidade do ano, como tias “estafermadas” sem corpo, sem neurônios, sem vergonha na plástica e a cultura que se foda! Estes intelectuais transpiram diferença e indiferença, inspiram o oxigênio do euros, dólares e reais e a expiração tem o curto prazo de um governo eleito. Sem tempo para respirar, porque a cultura é asfixiante , porque ler um livro não basta, nem milhões de livros garantem uma cultura de se lhe tirar o chapéu. Uma chapelada. Não há tempo para respirar cultura! Apenas se aguarda uma cajadada no lombo porque o pastor se aproxima para escolher uma ovelha ranhosa para o sacrifício. As ovelhas ranhosas são perigosas, tal como as ovelhas brancas em rebahos de ovelhas negras. As negras també se abatem mas, antes da prática carniceira, são descriminadas. Não há ovelhas negras em governos Brasileiros. Talvez haja. Jogados a um canto escuro a coberto da noite, onde permanecem até a aparição servir uma conveniência branca.Tal como qualquer outro rebanho. Tal como as tias e descrentes que se movem em espaços virtuais, pastando como ovelhas negras, frequentando círculos próprios onde se isolam em divagações de alta sociedade, cuspindo disparates que os fazem dormir mal e acordar pior.
A cultura do sec.XXI é uma mescla de economia global, política dominante e apropriação intelectual ao serviço da proliferação da miséria e sofrimento, como factores de revitalização permanente dos esgotamentos evolutivos periódicos. Correr sem sair do lugar. O conhecimento corrompido, a cultura de almanaque, jornal desportivo e leitura alcoviteira do jet-set, remete para o conhecimento desenraizado do progresso democrático sob a égide de um Estado de Direito, mas sem qualquer ética como regra.
O fantoche intelectual é uma realidade que descança na palma da mão e se equilibra no dedo acusador dos oportunistas sem escrúpulos, os poderosos, com objectivos de domínio global. A força dos dedos médios em riste, firmes. São estes fantoches que anestesiam e embalam as massas, mantendo-as desfocadas da realidade. Quando a dor se revela, esses intelectuais “blogosferam-se”; fogem para a lixeira inconsequente dos desabafos indignos”.
Isto é a BLOGOSFERA, na qual todos vós chafurdais, como porcos num chiqueiro. Se aqui o se7e/5 estiver errado, provem!

Paulo Jorge Dumaresq disse...

Efigênia, os clarins da banda anunciam seu ótimo poema. Prazer ter conhecido esse espaço. Voltarei mais vezes. Forte abraço.

Póvoa de Lanhoso a contrariar ou no seu melhor! disse...

Olé...

Mais uma vez venho entrar pelo vosso COMPUTER dentro.
Já vamos na 6 Personagem de Honra a Convite de Quelhas

1 Efigênia Coutinho - Poetiza
2 Jorge Campos – Escultor/Artista Plástico
3 Chico Bento – Poeta/Compositor
4 Domingos Ferreira - Poeta/Arte Robótico
5 Alfredo Gago da Câmara – Músico/Fadista/Compositor
6 Ana Sofia Pinto – Professora/Escritora/Historiadora

Segue-se: Alexandre Cardoso – Pintor Sob Arte do Vitral

Apelo a uma boa relação entre CELEBRITIES e BLOGGER’S
Comentem-se uns aos outros, conheçam-se melhor pela cultura que, vai um pouco mal!

Jornais: Fri-luso
1 Chico Bento – Poeta/Compositor
2 Efigênia Coutinho - Poetiza
3 Domingos Ferreira - Poeta/Arte Robótico

Jornais: Gazeta Lusófona
1 Jorge Campos – Escultor/Artista Plástico
2 Domingos Ferreira - Poeta/Arte Robótico

Seguiram-se os restantes Personagens

Gustavo Rangel disse...

Efigêia,
Gostei do seu espaço.
Abs e grato pela visita tb

Maria Souza disse...

Oi amiga

Parabéns, seus versos são óptimos!!

Adoreiiiiiii o blog.

Voltareiiiii sempre!!

Beijos
Maria Souza

Norberto Marques disse...

Amiga, passei para deixar o desejo de um feliz dia de S. Valentim, um óptimo carnaval e um bom domingo.

Beijito

Norberto

Pena disse...

Terna e Doce Poetiza Amiga:
Um belo instante de poesia em que a protagonista principal é o seu encanto.
Gosto destas palavras:"...Brincar de ser feliz!"
Parabéns sinceros.
O poetizar condiz com a pureza, beleza e ternura do VOSSO Carnaval, melhor do mundo.
Adorei. Fabuloso versejar. De eleição.
Beijinhos amigos e divirta-se.
Sempre no maior respeito e consideração.
Com admiração constante

pena

Bem-Haja, perfeita poetiza de encanto.
É uma honra ser seu amigo, MUITO OBRIGADO!

João Carlos Veloso Gonçalves disse...

Oi gata
Passei para lhe enviar um beijinho.
Grande Efigênia
Grande Poetisa

Terra das (Marias) da Fonte ou fontanário, história com histórias... disse...

Carnaval sem civilização

A história do Carnaval
E, não me levem a mal
Começou;
Onde havia de acabar...
A história do Carnaval
E, um pouco em geral
Faz-se um pouco
Um pouco, por todo o lado.
Só que o Carnaval começou
No início da civilização
Na festa ao Deus Saturno
Nas terras do Egipto; Senão.
Saiem às ruas
As mulheres nuas
Com grandes festejos
Alegóricos cortejos
Naturais;
Nus;
Saturnais;
Ao sol e á luz
Se faz o evento
E, por qualquer avenida
Ao sol e ao vento
E, á chuva sentida.
Nuas;
Eram assim os rituais
Desses Carnavais
Que celebravam as colheitas
Nuas; imperfeitas
Há seis mil anos atrás.
Nas margens do rio Nilo
E, sem afeição ou estilo
À mistura com muito sexo
E pouco complexo.
Mas era assim a civilização
Estivessem certos ou não.
Era Carnaval
Ninguém levava a mal
E, os lavradores de então
Festejavam;
Nas suas cavernas; Senão.
Com as suas capacidades humanas
Dançavam;
Ao som da música carnavalesca
E da celebração
Nus;
De alma e coração.
E pelo meio bebiam
E faziam sexo
Sem nenhum complexo.
Em Roma davam tanta importância
Talvez por ignorância
Às comemorações Saturnais.
Fechavam;
As escolas e tribunais
E nuas dançavam.
Hoje no Rio de Janeiro
E um pouco pelo mundo inteiro
Se festeja, bombardeando
Semi-nus;
Bailando em folia
Com máscaras em geral
No Entrudo, gordo
Na época de Carnaval.
Carnaval;
O grande disfarce do universo
Estou a sublimar a importância de cada verso
As máscaras, trajes, danças e músicas carnavalescas
Não há diferenças de raças
Cor ou caracteres sociais
Há sim um uníssono de músicas diversas
Há sim um todo de alegria
Samba e coisas banais.
Hoje o Carnaval é assim
Um pouco mais moderno; Enfim.
Máscaras do Minho ao Algarve
De Norte a Sul o Carnaval sai à rua
Em Portugal o panorama abre
Na Madeira anda uma mulher nua.
A história do Carnaval
E, não me levem a mal
Começou;
Onde havia de acabar.
No Egipto ou em Roma
No inicio da civilização
Ou na América; Então.

Quelhas

Norma Castillo disse...

Hola Sra:Efigenia Coutinho.
He entrado en su precioso blog,que me ha encantado por la alegria que en el veo plasmado,los poemas,los videos,las imagenes en fin toda su presentacion asi como el lindo mensaje que encierra de la alegria y amor.Los carnavales Brasileros,hermosos,no pierdo la esperanza de algun dia pueda disfrutarlos en vivo.
CON MUCHO CARI☺O.
Dra:Norma Castillo
Miami,FLA,EEUU